<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=488926721270482&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
Onde morar
20 de Abril de 2021.

Um cantinho da Zona Sul com muito verde e qualidade de vida

Quando se fala em Zona Sul de São Paulo, os bairros com o valor do metro quadrado mais alto, como Moema, Itaim e Brooklin, por exemplo, geralmente são os primeiros a serem lembrados. Mas a região, uma das mais ricas e populosas de São Paulo, abrange áreas menos badaladas, mas que têm oferecido boas alternativas para quem busca qualidade de vida com acesso a escolas, serviços e facilidade de deslocamento, com boa oferta de transporte público. 

Estamos nos referindo ao cinturão formado pelos bairros do Ipiranga, Chácara Klabin, Cursino, Saúde e Vila Mariana. Lugar cada vez mais renovado pela chegada de novos empreendimentos residenciais e cortado pela Linha Verde do Metrô e por importantes vias de ligação com o Centro da capital.

As avenidas Ricardo Jafet e 23 de Maio, bem como a rua Vergueiro e o corredor Jabaquara / Domingos de Morais / Bernardino de Campos, são alguns dos principais acessos. As alternativas viárias contam ainda com a proximidade ao complexo Anchieta-Imigrantes, que, por sua vez, dá acesso ao rodoanel e às principais rodovias do Estado. Somadas ao metrô, essas opções de deslocamento têm atraído para lá muita gente que procura por apartamentos na Zona Sul

 

Estrutura de serviços e muito verde

Ao lado do fator mobilidade, outro destaque é a oferta de serviços e comodidades do dia a dia. Além de shoppings como o Metrô Santa Cruz, Central Plaza e Plaza Sul, a atividade comercial de rua é muito variada, praticamente pode ser resolvido num raio de algumas quadras.

Entre os restaurantes e lanchonetes, destacam-se algumas casas bastante tradicionais, como o Nico (uma verdadeira instituição do Ipiranga), o Osnir Hamburger (com mais de 50 anos), o Joe Burger e o Mr. Mills, além dos estabelecimentos dedicados à culinária japonesa da Saúde, tais como o Ten Sushi – a região abriga a segunda maior comunidade nipônica de São Paulo, perdendo apenas para a Liberdade.

Em termos de educação, a região abriga colégios bilíngues (como o Lyceé Pasteur (português-francês) e a Max School (na Vila Mariana) e outros mais tradicionais, caso do Marista Arquidiocesano (na Domingos de Moraes), do Luterano (com quase 90 anos), do Santa Amália (com 90 anos) e do Dom Pedro.

Além disso, a Vila Mariana (um verdadeiro centro gastronômico e da vida boêmia da região) oferece escolas e universidades de altíssimo nível, como o Colégio Bandeirantes, o cursinho Etapa, a Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), a Unifesp e a Belas Artes.

Em termos de áreas verdes, alguns dos principais destaques desses bairros são o Jardim Botânico (já na saída da Rodovia dos Imigrantes), o Parque da Independência (que abriga o Museu do Ipiranga), o Parque Estadual Nascentes do Ipiranga e o ParCão Chácara Klabin — que, além de área para diversão com pets, oferece a possibilidade de lazer ao ar livre para adultos e crianças, com playgrounds e áreas para alongamentos e exercícios, entre outros, espaços sempre tão buscados por moradores de apartamentos em SP

A região tem, ainda, o benefício de estar bastante próxima de duas das principais áreas verdes de São Paulo, os parques Ibirapuera e Aclimação. Tudo isso com um custo-benefício muito atraente para quem valoriza mobilidade e qualidade de vida, características cada vez mais decisivas quando o assunto é moradia.