<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=488926721270482&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
Dicas para decorar
24 de Novembro de 2021.

Forro de gesso: opção versátil de decoração e acabamento

O forro de gesso é muito mais que um elemento decorativo. A história desse material é bem antiga e há indícios da utilização do gesso para moldagem há mais de 6 mil anos. Atualmente, é muito utilizado como elemento decorativo e pode servir para criar efeitos estéticos, dividir ambientes, corrigir imperfeições e tornar projetos de iluminação de apartamentos SP muito mais versáteis, já que é possível instalar uma infinidade de luminárias, spots e fitas de led. Além dessas vantagens, o material também proporciona conforto térmico e acústico ao ambiente e é possível trabalhar alguns tipos de formatos, como sancas, tabicas ou rebaixos.

Na hora de escolher a forração, existem essencialmente dois tipos: placas de gesso e drywall. Apesar de falarmos do mesmo material, o gesso e a estrutura das forrações são diferentes. Enquanto a placa de gesso tem tamanhos variados e na instalação as placas encaixadas umas nas outras, suspensas por arame e coladas nas emendas com massa de gesso e sisal, o drywall é um sistema de painéis ou chapas produzidas com gesso natural revestido com papel-cartão, e a instalação é feita a partir de resinas e fitas específicas.

As placas têm como vantagem a possibilidade de ter uma aparência mais regular e lisa, com custo mais acessível. Já a dificuldade em conseguir um bom acabamento (pois dependem de mão de obra de um profissional experiente), o tempo de instalação e a sujeira produzida são os pontos negativos.

O drywall tem como vantagem ser uma tecnologia mais limpa, não gera tanto resíduo e a instalação é mais rápida. Do lado negativo podemos citar a baixa resistência à umidade e possibilidade de maior propensão a proliferação de fungos, bactérias e insetos devido aos vãos que existem entre as placas.

Agora que conhecemos os dois tipos de forração mais comuns, vamos conhecer as possibilidades de aplicações.

Sancas

Podem ser abertas, fechadas ou invertidas. Na opção aberta a moldura fica voltada para o centro do espaço, com a iluminação embutida na sanca, dando um efeito visual especial. Na sanca fechada o acabamento tem o formato retangular, fixado no teto e na parede, onde são colocadas lâmpadas e spots, possibilitando a criação de diversos pontos de iluminação. E, por fim, a sanca invertida, que também é aberta (mas com a abertura voltada para as laterais) e que possibilita a sensação de rebaixamento do pé direito.

 

Tabica

O forro de gesso tabicado é uma opção que vem se destacando nos projetos de decoração, pois visualmente parece que o teto está “flutuando”, dando a sensação que está deslocado da parede, o que deixa o visual mais moderno e leve.

 

Rebaixo

Os rebaixos, de maneira geral, são aqueles detalhes em gesso que podem ser utilizados para a correção de imperfeições na construção que geralmente afetam a estética do ambiente. Trilhos de iluminação ou cortinas, vigas e irregularidades da laje são alguns exemplos de problemas que podem ser solucionados com o rebaixo do teto em gesso.