<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=488926721270482&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
Comprar e negociar
5 de Novembro de 2019.

Setin faz parceria com Mude.me para ajudar noivos a conquistar o futuro apartamento

O ditado popular é batido, mas continua sendo atual:  quem casa quer casa. E esse clichê foi levado bastante a sério pelo aplicativo Mude.me, que oferece uma forma diferente de presentear o futuro casal: ajudando a comprar um apartamento.

O sistema funciona da seguinte forma: os noivos se cadastram no site, escolhem um imóvel entre dezenas de opções e estabelecem uma meta do total que desejam arrecadar – num sistema que mistura características de sites de listas de casamento (em que cada convidado compra um presente em forma de cota de doação)  e de crowdfunding, ou “vaquinha virtual”.

Uma vez atingida a meta (ou mesmo parte dela), os noivos têm duas opções: usar os recursos para pagar uma parte do apartamento escolhido na plataforma ou sacar o dinheiro, neste caso, com o desconto de uma taxa de administração.

A Setin é uma das incorporadoras que disponibiliza seus imóveis na plataforma. São cinco empreendimentos disponíveis no Mude.me em diversas regiões de São Paulo, de studios a apartamentos de quatro dormitórios, com tamanhos que vão de 28 a 150 m². O dinheiro pode, ainda, ser usado para quitar parcelas futuras ou reformar um imóvel recém-entregue pela construtora – colocando um piso mais ao gosto do casal ou móveis planejados, por exemplo.

No caso de opção ser pela compra de um desses imóveis cadastrados, não há custo extra – apenas a taxa do cartão de crédito, que vai para operadora do cartão.

Além do sistema de arrecadação, o Mude.me oferece diversas funcionalidades específicas para organizar a cerimônia, tais como disparo de “Save the Date” via Facebook e WhatsApp e listas de confirmação. Além disso, os “pombinhos” podem interagir com outros noivos que se casarão em locais próximos, trocando informações sobre serviços como fotógrafos, DJs e floristas. Diferentemente de outros sites de listas de casamento – nos quais as cotas são para viagens ou compra de utensílios domésticos, por exemplo -, não há qualquer custo extra para os noivos utilizaram todos esses serviços.

Os dados mais recentes do IBGE, relativos a 2017, mostram que, naquele ano, foram realizados um total de 1,1 milhão de casamentos. Ainda segundo o IBGE, o mercado de casamentos movimenta em torno de R$ 26 bilhões por ano.

“Para quem vai casar, o momento é apropriado para adquirir um imóvel, já que os juros estão baixos e os preços ainda não subiram fortemente”, avalia Lucas de Silos Margara Santos, head de operações do Mude.me.